AgroBrasília digital: BRB leva produtos da carteira rural

AgroBrasília digital: BRB leva produtos da carteira rural
jul
08
Qua

Banco põe em seu estande virtual propostas de financiamentos com ênfase na aquisição de máquinas e equipamentos

Por Agência Brasília

O Banco de Brasília vai participar, sim, da 13ª edição da AgroBrasília, uma das maiores feiras do setor agropecuário do Brasil – mesmo que, este ano, o evento ocorra em formato digital, em decorrência da pandemia do coronavírus. Afinal, a instituição apoia o evento desde a primeira edição, em 2008 – e por isso segue como patrocinadora oficial.

Até a sexta-feira (10), por meio de plataforma especializada, os interessados podem protocolar seus orçamentos e propostas no estande virtual do BRB. Além disso, terão à disposição diversas atividades – como palestras em formato de lives ligadas à atividade rural, com os principais temas da atualidade.

O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, participou da cerimônia online de abertura da feira. “É uma satisfação para o BRB, como banco público e principal agente de financiamento do setor na região Centro-Oeste, participar de mais uma edição da feira”, comentou ele.

Costa lembra que o banco levará um pacote especial para produtores de todos os portes, com condições diferenciadas. “Essa é uma das cadeias produtivas mais importante do Centro-Oeste e de todo o país. Portanto, esperamos que esta semana seja de muitos negócios e que possamos todos nos superar.”

O BRB vai apresentar produtos de sua carteira de crédito rural, com ênfase em investimento agrícola para a aquisição de máquinas e equipamentos e custeio agrícola destinados à produção de grãos, principais demandas da AgroBrasília. 


Confira os detalhes

– Créditos de Custeio Agropecuário (antecipação de insumos, custeio agrícola e custeio agropecuário): linhas destinadas a cobrir despesas com insumos para a próxima safra, despesas normais dos ciclos produtos das lavouras, além de concessão de crédito para financiamento de despesas relacionadas à atividade pecuária (bovinocultura, suinocultura e avicultura). As taxas de juros são a partir de 2% a.a. para agricultura familiar, 3,50% a.a. para o médio produtor e 4,81% a.a. para os demais.

– Créditos de Investimento Agropecuário: linhas de concessão de crédito para financiamento de despesas que englobam mais um ciclo de produção. As taxas partem de 2,75% a.a. para agricultura familiar, 3,5% a.a. para o médio produtor e 4,30% a.a. para os demais.

– Créditos de Comercialização Agropecuária: modalidade que viabiliza, ao produtor rural ou às cooperativas agropecuárias, os recursos necessários à comercialização de seus produtos no mercado. Taxas de juros a partir de 6% a.a.

– Créditos de Industrialização Agropecuária: modalidade que visa disponibilizar recursos para o financiamento das despesas inerentes ao processo de industrialização ou de beneficiamento de produtos agropecuários. As taxas de juros partem de 4% a.a. para agricultura familiar e 5,50% a.a. para os demais.


As solicitações de crédito poderão ser protocoladas, via formulário, por meio da plataforma da AgroBrasília ou diretamente nas agências que operam com crédito rural:  Plataforma do Agronegócio ( agências Brazlândia, Planaltina e Unaí).

A AgroBrasília está consolidada como uma das maiores feiras do mundo na difusão de tecnologia tropical e é reconhecida nacionalmente pelo papel desempenhado na ocupação agropecuária do Cerrado.

Com informações do BRB